Carlos Aragao

Rookie - 23 Points (10-17-1959 / Brazil)

Despertar - Poem by Carlos Aragao

Te queria antes como a lua,
Onde se busca luz, brilho e inspiração...
Te queria como a grama, que mansamente
me alivia e oprime:
Me expondo a dura terra, na sua cor bruta e solidão.

Numa esquina qualquer
Te encontrei e não resisti
A ti, teu perfume, teu sabor
A mais bela, amarela flor.

E tonto, numa certeza e torpeza
Só possível com a própria morte
Me entreguei, inteiramente, ao que te tornastes hoje
Meu destino, minha sorte e toda minha fraqueza.

Desesperadamente espero cada amanhecer
Despertar e te encontrar
E poder amanhã, na manhã te amar
Mais, muito mais do que neste entardecer.

A vontade de te amar
É mais do que apenas querer ficar
É uma certeza, uma crença
Uma total verdade a me encontrar.

C. A. & I. C.


Comments about Despertar by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Sunday, April 8, 2012

Poem Edited: Sunday, April 8, 2012


[Hata Bildir]