Carlos Aragao

Rookie - 28 Points (10-17-1959 / Brazil)

Mendigando - Poem by Carlos Aragao

Quero te abracar de uma maneira so minha.
Que jamais te permitas separar...
E me adonar de teu corpo com a mesma intensidade,
e vontade con que me apoderei de tua alma....

Vou te beijar de maneiras proibidas..
...so minhas...
Te atirar num limbo onde vais te perder,
onde tudo e pura paixao,
e num segundo te roubar o coracao....

Como escrava presa a mim vou te levar,
eternamente acorrentada,
neste torpor de puro amor.

Sem consciencia, sem perceber,
que o unico escravo sou eu,
esperando e mendigando um beijo teu.

E nas noites de luar,
Quando a distancia nos separe,
Vou reviver com tua lembramca...
Numa cancao perdida
Chorando um resto de esperanca...

Assim quando a lua te toque,
Quando o vento te fale,
Do amor unico que foi so teu,
Te beijarei a alma num apogeu.

Serei o sonho que se perdeu,
O calor que te aqueceu,
A brisa que te afagava,
E a saudade de onde estavas...

Serei o que um dia te leu a alma,
Que te brindou calma,
Um amor puro e sem maldade,
E o vislumbre da felicidade,


Comments about Mendigando by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Thursday, March 15, 2012

Poem Edited: Thursday, September 19, 2013


[Hata Bildir]