Carlos Aragao

Rookie - 23 Points (10-17-1959 / Brazil)

Stalemate - Poem by Carlos Aragao

Viver sem mim, e simples
Como um jogo sem perdedor,
Sem riscos, sem ilusoes.

Viver sem mim, e perfeitamente compreensivel,
e para pessoas simples,
sem horizontes, com medo de sangrar.

Viver sem mim, e um eterno voltar,
uma sensacao de nunca partir,
Um nao pertencer, um nao se encontrar,

Uma certeza de estar seguro,
Um jogo sem vitoria....

Melhor nao te atrevas,
nao te entregues,
Melhor tenhas medo,
Porque o que te espera sao dias de incerteza,

Um nao saber....uma vontade de morrer...
Um beijo ardente a cada noite,
E uma surpresa a cada amanhecer.

Uma incerteza constante,
e uma sede implacavel,
Uma certeza imutavel,
de um caminho sem volta.

Melhor nao te atrevas...


Comments about Stalemate by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Friday, September 21, 2007

Poem Edited: Monday, April 11, 2011


[Hata Bildir]