Catulo da Paixão Cearense

(8 October 1863 - 10 May 1917 / São Luís do Maranhão)

O Ateu e o Santo - Poem by Catulo da Paixão Cearense

Um ateu, um misantropo
Fabulista, como Esopo
Disse a um santo, exasperado:

'Se Deus tivesse criado
A humanidade a meu gosto
Muito melhor a criara
Lhe dando apenas um rosto
Para eu cuspir-lhe na cara!'

- Pois eu já penso o contrário, -
Disse, beijando o rosário
O santo, em sua humildade:

- Quisera que a humanidade
Nesta existência de abrolhos
Neste mundo de ilusão
Tivesse apenas dois olhos
Para que um dia a beijasse
E o sangue de suas lágrimas
Piedosamente enxugasse
Num grande beijo de irmão!

Listen to this poem:

Comments about O Ateu e o Santo by Catulo da Paixão Cearense

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Thursday, June 7, 2012

Poem Edited: Thursday, June 7, 2012


[Report Error]