Gustavo Dourado

Rookie (05/18/1960 / Recife dos Cardosos-Ibititá(Irecê) - Chapada Diamantina/Rio São Francisco-Bahia-Brasil)

Mãeterna... - Poem by Gustavo Dourado

Mãeterna...

Gustavo Dourado

Mãe é bênção, divindade:
Fraternidade, harmonia
É Poesia à flor da pele:
Majestade em sinfonia
Multiverso aqui na Terra:
Diamante...Estrela-Guia...

Mãe é flor da fantasia:
Que perfuma a realidade...
Multiestrela da poesia:
No universo da saudade...
Dádiva...graça de Deus:
Luz...Solidariedade...

Mãeterna consciência:
Alicerce do Amor...
Encanto da natureza:
Divindade que é flor...
Bom sonho de noite-a-dia:
Remédio que cura a dor...

Relembro de minha mãe:
Dia, noite, madrugada...
Nossa mãe reluz eterna:
Estreluz da Alvorada...
Salve a mãe agora e sempre:
Mãe é natureza amada...

Salve a mãe do mundo:
Mãeterna universal
Dádiva do dia-a-dia:
Arte do transcendental
Divnatureza infinita:
Quintessência sideral...

Mãe é luz na plenitude:
É virtude cristalina
É bênção do criador:
Que a humanidade ilumina
Sapiência que transmuta:
Eternidádiva feminina...


Comments about Mãeterna... by Gustavo Dourado

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Wednesday, April 9, 2008



[Hata Bildir]