Gustavo Dourado

(05/18/1960 / Recife dos Cardosos-Ibititá(Irecê) - Chapada Diamantina/Rio São Francisco-Bahia-Brasil)

Cordel das Bol$a$ Literária$ e outras mamatas...


'FUNARTE - Dá pra acreditar? '
http: //versoseacordes.blogspot.com/2008/01/funarte-d-p ra-acreditar.html
---------------------------- --

Cordel das Bol$a$ Literária$ e outras mamatas...
Gustavo Dourado


É golpe de todo tipo:
Na internet e no real...
Fantasmagoria literária:
Assombram o textual...
Mamam nas tetas da Viúva:
Nepotismo leiteral...

Tem muita gente sabida:
Surrupiantes do Erário...
Clientelismo, malandragem:
Para além do dicionário...
A maracutaia é surreal:
Corrompe o vocabulário...

Premiam de qualquer jeito:
No emundo da lixeratura...
Doam bolsas do E$tado:
Nem precisa de leitura...
Jogo de cartas marcadas:
Do nascer à sepultura...

Julgam-se iluminados:
Pervertem a comunicação...
Komunicólogos - arrivistas
Chega de descaração....
Os 'deputados' literais:
Sugam as mamas da Nação...

Ressucitaram João Grilo:
Macunaima e Cancão...
Pedro Malazartes ataca
No Planalto da Nação...
30 mil dobrões de ouro:
Na lítera-corrupção...

Mais um escândalo literário:
Tem ares de Mensalão...
Sanguessugas sequiosas
Chupam o nosso coração...
Lá na Redação do Céu:
Foi notícia de plantão...

Concursos, prêmios, medalhas:
Perdem credibilidade...
Nem precisa fazer prova:
Ganha-se com facilidade....
Têm malandros premiados:
Nos palácios da cidade...

A velha ação entre amigos:
Julgadores sem moral...
Falta ética, compostura:
Etc e coisa e tal...
A comídia esconde o fato:
Não aparece no journal...

Falcatruas, bandalheiras:
Parecem tudo normal...
Salve São Graciliano:
Façam um pelo sinal...
Vade Retro Satanás:
Eta gente sem moral...

Brincam com nosso dinheiro:
O imposto é escorchante...
Leio Finnegans - Ulisses:
Rosa, Machado e Dante...
O povo quer pão-cultura:
Não ser mais signorante...

Fabricam mi(n) tologias:
Ídolos de pés de barro...
PHdeuses de araque:
Amam caviar e karro...
Júri que nos desengana:
Tão bisonho, tão bizarro...

Será coisa de quadrilha? ! :
Prefiro a de São João...
Em Drummond, me inspiro:
Chega de conspiração...
Respeitem a Coisa Pública:
Basta à Corrupção...

30 moedas de ouro:
Judas também ganhou...
Por aqui esse preço:
Muito se multiplicou...
Chafurdam-se na lama podre:
A arte se emporcalhou...

Eu vou mudar de toada:
Pôr a Ética no enredo...
Cultivar a boa Estética:
Esse é um bom segredo...
Ficar de orelha em pé:
Essa gente mete medo...

É preciso ter vergonha:
Para que se enganar? !
Ética e eqüidade:
No processo de julgar...
Que a Justiça prevaleça:
A coisa tem que mudar...


Gustavo Dourado
www.gustavodourado.com.br

Submitted: Wednesday, April 09, 2008

Do you like this poem?
0 person liked.
0 person did not like.

Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?

Comments about this poem (Cordel das Bol$a$ Literária$ e outras mamatas... by Gustavo Dourado )

Enter the verification code :

There is no comment submitted by members..

Top Poems

  1. Phenomenal Woman
    Maya Angelou
  2. The Road Not Taken
    Robert Frost
  3. If You Forget Me
    Pablo Neruda
  4. Still I Rise
    Maya Angelou
  5. Dreams
    Langston Hughes
  6. Annabel Lee
    Edgar Allan Poe
  7. If
    Rudyard Kipling
  8. I Know Why The Caged Bird Sings
    Maya Angelou
  9. Stopping by Woods on a Snowy Evening
    Robert Frost
  10. Invictus
    William Ernest Henley

PoemHunter.com Updates

Poem of the Day

poet Pablo Neruda

I want you to know
one thing.

You know how this is:
if I look
at the crystal moon, at the red branch
of the slow autumn at my window,
if I touch
...... Read complete »

   
[Hata Bildir]