Carlos Aragao

Rookie - 23 Points (10-17-1959 / Brazil)

Inevitavel - Poem by Carlos Aragao

E um dia,
te reencontrei,
Num fosso de saudades,
Em uma noite de inverdades...

Uma eternidade de segundos,
Ao ver teus olhos,
E voce perdida,
Como sempre,
Sem poder me ver....

O mesmo gelo,
Um corpo sem alma,
Uma flor sem cor,
Deliciosamente sem sabor...

Tres mil vezes te matei,
Tres mil vezes te chorei,
Num frenesi de amor e ira,
Mas segues a cada dia mais viva,
Em tua perpetua mentira.


Comments about Inevitavel by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Sunday, November 11, 2007

Poem Edited: Sunday, April 24, 2011


[Hata Bildir]