João Tomaz Parreira

Rookie (04-04-1947 / Lisbon, Portugal)

Paris, Inverno De 1994 - Poem by João Tomaz Parreira

Paris nessa noite tinha
a luz distribuída pelas gotas da chuva.

Sartre e Beauvoir não estavam lá.

No Café de Flore, três ou quatro
colheres de açúcar afogavam
o amargo do café. Beberam-no
primeiro os meus olhos como um ritual, os lábios
depois, na minha língua
mais tarde escreveria um poema previsível.

Outras vezes, Paris era um bocado
de ar azulado.


Comments about Paris, Inverno De 1994 by João Tomaz Parreira

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Saturday, May 31, 2008



[Hata Bildir]