Carlos Aragao

Rookie - 16 Points (10-17-1959 / Brazil)

Luas Desconhecidas


E hoje, olhei a lua como nunca...
De uma maneira desconhecida,
Ja sem medo de perder te.....

Ainda me encontro,
Com ou sem lua,
Num mistério a parte,
Numa estrada sem rumo,
sem beijo e sem sorte...

Te vejo como uma luz,
Mas ainda sem cor,
Um desejo sem dono,
Uma oração sem louvor....

Te quero como um mito,
Uma dor inexistente,
Um pecado acontecido,
Uma flecha dissidente.

Te imagino sem desculpas,
Sem temores e destinos...
Te querendo como um sonho,
Sem certeza, tempo ou realidade...

E te vejo como um vulto,
Um fantasma do que serias,
Um místico momento feliz,
Um momento de aprendiz...

E no espaço te tenho,
Como um sonho possível,
Uma vida sem medo,
Uma estrada sem dono...

Um detalhe de esperança
(não e muito por pedir...)
Um detalhe de razão,
A total parada de um coração...

Uma vida continua,
(assim te tenho)
Em um silencio perene,
Num corpo que me enlouquece...

Uma lua que não conheço,
Uma dor sem sentido,
Um desespero...

Uma lua desconhecida,
Uma vida completamente indecidida...
Um passo tropesso,
Uma mentira mal dita.

Submitted: Tuesday, July 15, 2008
Edited: Sunday, March 25, 2012

Form:


Do you like this poem?
0 person liked.
0 person did not like.

Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?

Comments about this poem (Luas Desconhecidas by Carlos Aragao )

Enter the verification code :

There is no comment submitted by members..

Trending Poets

Trending Poems

  1. Still I Rise, Maya Angelou
  2. A Red, Red Rose, Robert Burns
  3. If, Rudyard Kipling
  4. I Know Why The Caged Bird Sings, Maya Angelou
  5. If You Forget Me, Pablo Neruda
  6. The Road Not Taken, Robert Frost
  7. A Homage To The Freedom Fighters Of India, Raja Basu
  8. Trees, Joyce Kilmer
  9. To A Mouse, Robert Burns
  10. Daffodils, William Wordsworth

Poem of the Day

poet Geoffrey Chaucer

Adam Scrivener, if ever it thee befall
Boece or Troilus for to write anew,
Under thy long locks thou may'st have the scall
But after my making thou write more true!
...... Read complete »

 

Modern Poem

poet Jean Toomer

 

New Poems

  1. Liberty Eagle!, Denis Martindale
  2. shadowsss, john tiong chunghoo
  3. bLinK unDer mErCuARy sKiEs - oNcE - Rea.., sEaN nOrTh
  4. After Us, Nikola Madzirov
  5. Embers in Ashes, Sadiqullah Khan
  6. Scanned, Sadiqullah Khan
  7. Lead me Home, Sadiqullah Khan
  8. While We Danced, Sadiqullah Khan
  9. SNIP THE SCRIPTINGS' MISBECOMING, Dexsta Ray
  10. Tears And Dews, Tony Adah
[Hata Bildir]