Carlos Aragao

Rookie - 23 Points (10-17-1959 / Brazil)

Maldita Palavra - Poem by Carlos Aragao

Maldita palavra nao dita,
Maldito sentimento nunca exposto,
Malditos todos os mundos que nos negamos,
Por falta de palavras.

Te maldigo pelo que nao fostes,
Por tua covardia,
Por todas tuas memorias.....

Te maldigo, pelo que nao eres,
E por tudo o que te negaste,
E te maldigo mais que nada,
Pela alegria que me roubaste.

Te nego, desde sempre,
O perdao.
E te condeno, para todo o sempre,
A esta maldita miseria,
Na qual vives...sem mim.


Te maldigo como um todo,
E te desprezo pelo que eres,
Por tudo que poderias ser,
Pela simplicidade da desistencia....
Pela mentira de tua essencia.

Te nego, desde ja,
A nobreza do arrependimento,
E a vida que sonhaste...
Comigo(em teu melhor momento)
Te nego para todo sempre com um lamento.


Comments about Maldita Palavra by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Tuesday, December 4, 2007

Poem Edited: Sunday, December 30, 2012


[Hata Bildir]