Gustavo Dourado

Rookie (05/18/1960 / Recife dos Cardosos-Ibititá(Irecê) - Chapada Diamantina/Rio São Francisco-Bahia-Brasil)

1968: O Ano Que Continua... - Poem by Gustavo Dourado

1968: O ano que continua...

Gustavo Dourado


Foi um ano muito louco:
E o povo preocupado...
Ditadura...AI-5:
Tempo Militarizado...
Generais de 5 estrelas:
Comandavam o Estado...

1968:
Foi um marco na história...
Falava-se em Socialismo:
Mudança de trajetória...
Aquarius...Libertação:
A nova era de glória...

Aprendi a enxergar:
As vozes da ideologia...
Um movimento rebelde:
Mudou nosso dia-a-dia...
Tropicalismo em voga:
Festivais...Filosofia...

Ouvi Chico...Caetano:
Gil, Bethânia e Gal...
'Pra dizer que não falei das flores':
Era o grito geral....
Canto, cinema, poesia:
Com um toque surreal...

Rádio de Havana...Moscou:
Os discursos de Fidel...
Botafogo-campeão:
A leitura do cordel...
Poesia à flor da pele:
Encantador menestrel...

Falava-se de Jean-Paul Sartre:
De existencialismo...
Simone de Beauvoir:
Teoria e criticismo...
Glauber e Cinema Novo:
Anti o Imperialismo...

Marx era obrigatório:
Dialética, leninismo...
Começo da Ecologia:
Livros sobre trotskismo...
Movimento Estudantil:
Comuna e Anarquismo...

Em maio de 68:
Eu estava na Bahia...
Morava em Irecê:
Iniciava em poesia...
Ouvia rádio à noite:
E estudava de dia...

Era ligado em Repente:
Gostava de cantoria...
Acompanhava no rádio:
Os ecos da rebeldia...
Ainda era menino:
De pouca coisa sabia...

Parentes estudavam fora:
São Paulo, Rio de Janeiro...
Ouvia-se muitas histórias:
Sobre o fim do mundo inteiro...
Besta-Fera...Anti-Cristo:
E um dragão aventureiro...

O nosso povo dizia:
Que o mundo ia acabar...
Mulheres de mini-saia:
Começavam a se mostrar...
Homens cresciam o cabelo:
Ficavam sem barbear...

Che, Lennon, Gandhi, Raul:
Sociedade Alternativa…
Os Hippies deram o sinal:
Pra comunidade ativa…
Chega de monetarismo:
Pra alma não ser cativa…

Foi um ano magistral:
De luta, arte, energia
Movimento planetário:
Leitura e rebeldia
É ano que continua:
Vivo em nossa fantasia...

Gustavo Dourado
www.gustavodourado.com.br


G ustavo Dourado. Poeta e cordelista.Letras(UnB) . Pós-graduação em artes, literatura, teatro, gestão e linguagens artísticas.Autor de 11 livros.Premiado na Áustria.Selecionado pela Unesco.Tema de teses de mestrado e doutorado www.gustavodourado.com.br http: //cordel.zip.net


Comments about 1968: O Ano Que Continua... by Gustavo Dourado

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Tuesday, July 1, 2008

Poem Edited: Friday, July 10, 2009


Famous Poems

  1. Still I Rise
    Maya Angelou
  2. The Road Not Taken
    Robert Frost
  3. If You Forget Me
    Pablo Neruda
  4. Dreams
    Langston Hughes
  5. Annabel Lee
    Edgar Allan Poe
  6. Stopping By Woods On A Snowy Evening
    Robert Frost
  7. If
    Rudyard Kipling
  8. Do Not Stand At My Grave And Weep
    Mary Elizabeth Frye
  9. I Do Not Love You Except Because I Love You
    Pablo Neruda
  10. Television
    Roald Dahl
[Report Error]