Alphonsus de Guimaraens

(24 July 1870 - 15 July 1921 / Mariana)

Hão de Chorar por Ela os Cinamomos... - Poem by Alphonsus de Guimaraens

Hão de chorar por ela os cinamomos,
Murchando as flores ao tombar do dia.
Dos laranjais hão de cair os pomos,
Lembrando-se daquela que os colhia.

As estrelas dirão — 'Ai! nada somos,
Pois ela se morreu silente e fria.. . '
E pondo os olhos nela como pomos,
Hão de chorar a irmã que lhes sorria.

A lua, que lhe foi mãe carinhosa,
Que a viu nascer e amar, há de envolvê-la
Entre lírios e pétalas de rosa.

Os meus sonhos de amor serão defuntos...
E os arcanjos dirão no azul ao vê-la,
Pensando em mim: — 'Por que não vieram juntos?'


Comments about Hão de Chorar por Ela os Cinamomos... by Alphonsus de Guimaraens

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Thursday, May 31, 2012



[Report Error]