Gustavo Dourado

Rookie (05/18/1960 / Recife dos Cardosos-Ibititá(Irecê) - Chapada Diamantina/Rio São Francisco-Bahia-Brasil)

O Poeta - Poem by Gustavo Dourado

O POETA
Gustavo Dourado




O Poeta é a voz da divindade:
Luminarte transeterno pluriverso...
O poeta é Pulsar que flore versos...


Tempoeta poetisa-a-poiesis, voa:
Demiurge a setessência da antítese
Sexegeta alquimista da mimese...


Taumaturgo da pa...lavra o verbo...

Reverbera a magia da mensagem:

O poeta é um deus em Pessoa:

Borboletra que faz multiviagem...

Constelarva infinitantra do sonho:

Nuniversa a sua própria imagem...


Comments about O Poeta by Gustavo Dourado

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Wednesday, April 9, 2008

Poem Edited: Wednesday, April 9, 2008


[Report Error]