Ashley Genocide

Rookie (León - Spain)

Vida Versus Morte - Poem by Ashley Genocide

por mais que fale do milagre da morte,
não me matarei!
não serei egoísta a esse ponto
contudo, não viverei
não consigo fingir um conto
sem fadas coloridas

a vida é um milagre!
não a desejei, mas nasci
a morte é um milagre!
não a desejei, mas morrerei

Porquê falar de milagres?
Se a vida é um milagre
também a morte o é
a vida aparece e é inexplicável
a morte aparece e é inevitável

Nas ruas íngremes do mundo
em cada rosto admiro duas datas obrigatórias
as duas deviam ser celebradas
o princípio e o fim
o nascimento e o óbito

se para uns o nascimento é motivo de alegria
para uns é motivo de tristeza
se para uns o óbito é motivo de descontentamento
para os outros é motivo de contentamento

como um colega escritor algures referiu
a morte é doce para quem a vida é amarga,
sendo a morte amarga para quem a vida é doce
acrescento.


Comments about Vida Versus Morte by Ashley Genocide

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Thursday, May 6, 2010



[Report Error]