poet Priscila Gonçalves

Priscila Gonçalves

Abuso Do Distraído

Penso, analiso
Cada sentença, uma crítica...
Cada palavra, um castigo...
Cada letra, culpa...

Respiro fundo dói...
Peço ajuda, sou pressionada
Pressão, pressão
É sem perceber,
Mas pressiona.

Pressiona forte, fundo, profundo...
E me faz lembrar...
Criticar...
Castigar...
Culpa r...

Tudo se resume nesse ciclo
Que talvez esteja sendo quebrado
Por ter sido percebido e aberto
Ferida exposta...
Para começar a revelar
A garota verdadeira, simples,
Livre dos motivos da culpa
A garota pura, não mais condenada
Por abuso do distraído

Poem Submitted: Wednesday, July 11, 2007
Poem Edited: Sunday, March 20, 2011

Add this poem to MyPoemList

Rating Card

5 out of 5
0 total ratings
rate this poem

Comments about Abuso Do Distraído by Priscila Gonçalves

There is no comment submitted by members..

Edgar Allan Poe

Annabel Lee



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?